Recordar é viver!


Fiquei bastante tempo olhando para a tela, antes de escrever. Aliás ainda estou! 
São muitas coisas que passam pela minha cabeça, principalmente quando chega perto da data do meu acidente. Sabe quando passa um filme na sua cabeça, de tudo que você fez de bom e ruim? Coisas que não valorizei, pessoas que deixei saírem da minha vida e que eram mais que especiais. Oportunidades que tive na vida profissional e deixei escapar por coisas bobas, por causa de festinhas, três dias de Carnaval...e foi se passando o tempo, e quanto mais o tempo passava, mais o que era verdadeiro e significante em minha vida, eu deixei ir embora...
Hoje penso, porque fui tão infantil e não valorizei realmente tudo que tinha...e ainda achava que faltava mais e mais, mas o que eu acrescentava não havia nenhum valor.


E hoje me pego pensando arrependida, de não ter escutado as vozes das experiências que sempre me alertaram sobre tudo, onde eu ia, com quem eu andava, o que fazia...
Algum tempo depois conheci novas pessoas, umas que se eu deixasse poderiam me levar ao fundo do poço, pois vi certas coisas e atitudes que eu nunca tinha presenciado na minha vida. Tinha apenas 21 anos, e no meio desse grupo de pessoas, conheci uma pessoa maravilhosa, que era diferente de todos que estavam ali. Tinha um pensamento e um modo de viver bem respeitoso, era universitário e estava sempre pensando no futuro , cheios de planos...na nossa primeira conversa juntos parecia que a gente se conhecia há anos. Sabe aquele ditado? "O santo bateu!" rsrs...

Nos tornamos amigos, começamos nos encontrar pra conversar...comecei mudar meu jeito de pensar por causa dele, estava decidida ir pra faculdade e cursar publicidade...e os dias foram passando e nossa amizade cresceu...até que nos apaixonamos um pelo outro e começamos a namorar. Nossas conversas, brincadeiras, briguinhas e logo depois beijos, intimidades...só a gente entendia e quando estava ao seu lado, esquecia o mundo aqui fora! Era apenas eu e ele. Estávamos completando um ao outro e tudo estava perfeito... 

Até que um dia infelizmente aconteceu uma tragédia em nossas vidas, saímos para dar uma volta de moto...passeando sem correr. Abraçada com ele na moto e com o casaco dele, que ficava sempre cheirando...ele deixou comigo nesse dia...caímos em uma curva, e nessa curva nós dois desmaiamos...e não lembramos de nada. Não tive arranhão ou cicatriz do acidente, apenas minha coluna foi atingida, quebrei três vértebras que me causou lesão medular. ele torceu o ombro.
Hospital Salgado Filho / RJ
Foi no dia 13 de agosto de 2006, no dia dos pais. Fui socorrida pelo corpo de bombeiro de Araruama (RJ). A única coisa que me lembro era de ouvir ele gritando e chorando, depois disso eu acordei só no dia 17. Acordei achando que tinha apenas quebrado uma perna ou um braço, logo pedi para a enfermeira chamar minha mãe...mas depois disse que não, porque ela ia brigar comigo. Estava inconsciente que tinha se passado dias. Ela veio me abraçou e logo fui transferida de aeronave para o hospital do Rio. Pois ali eu não teria chances nenhuma de vida. E depois dessa data minha vida começou...hospitalizada 4 meses, duas cirurgias e muitas dores na coluna.

Fiz um mês de namoro dentro do hospital, eu tinha até me esquecido...mas para a minha surpresa ele não. Ele chegou como todas as vezes no dia de visita, mas veio com um buquê de rosas da cor lilás e rosa, minhas preferidas...fiquei cheia de vergonha todos olhando rsrs...
Mas fiquei feliz por ele me tratar a mesma coisa, mesmo sendo uma cadeirante. E eu que não sabia nada sobre o assunto, achei que iria atrapalhar a vida dele, o futuro dele...e que não serviria para mais nada, eu não sabia o que fazer. Pois o amava, e ao mesmo tempo que queria deixa-lo ele ir, eu queria ele ao meu lado. Mas me sentiria egoísta prendendo ele ao meu lado, só porque estaria usando uma cadeira de rodas. Eu era a preconceituosa comigo mesmo, e me arrependo disso hoje, pois hoje tenho a consciência que posso ser como qualquer garota.

Logo que tive alta do hospital, eu ainda não aceitava ele estar comigo...pois achava que iria fazê-lo infeliz e queria que ele continuasse a vida dele, mas não queria atrapalhar. Ele estava se prendendo muito ao meu lado e isso me fazia sentir culpada, pois ele estava com a vida toda pela frente, eu ainda tinha uma nova vida para recomeçar e queria fazer isso sozinha. A única maneira que consegui afastá-lo de mim, foi falando que não o amava mais, o xingava, expulsei ele do meu quarto...e disse que não queria mais vê-lo. E não deixava ele me visitar, ele ia as escondidas ver minha mãe...depois de muito tempo ela me contou. 
Falei coisas terríveis pra ele, o magoei muito com minhas palavras ofensivas, que hoje me arrependo e muito. Ele não merecia isso, pois ele me dizia que tinha planos, mesmo comigo nessa situação. 
Mas agora é tarde, são quase 6 anos que mais uma vez, deixei uma pessoa maravilhosa sair da minha. Mas o que me faz feliz é saber que ele está bem, formado, trabalhando, namorando e continuando sua vida....Espero que um dia ele possa me perdoar pelo que fiz! 

O tempo passou...conheci novas pessoas, namorei um rapaz durante 1 ano e meio, mas infelizmente não deu certo, pois tem aquela coisa...você só conhece seu ex namorado depois que termina. Um ano depois conheci um rapaz, mas o relacionamento não deu certo porque sofri preconceito da parte do pai dele, sofri muito com isso pois foi a primeira vez que isso aconteceu comigo,. Me magoei muito, foram palavras muito forte que me deixaram muito caída e triste, você ouvir que é uma inválida e que seu namorado merecia coisa melhor e eu era um erro. Pois o filho dele merecia uma namorada pra passear, andar de mãos dadas, sair com os amigos e não uma aleijada. Mas Deus sabe de todas as coisas, cada um deles me fez ser uma pessoa diferente do que era, aprendi superar os obstáculos, o preconceito, as barreiras que me impediam de me amar em primeiro lugar.
E foram com aquelas palavras que ele me disse, que eu dei a volta por cima e poderia fazer muito mais. Pois o limite quem coloca na sua vida é você.
Consegui provar, que poderia fazer além do que eles achavam e fui a luta. Deixei de lado tudo que me prendia, tudo que me fazia triste...Longe de toda negatividade e Perto de toda Positividade!
E dei a volta por cima!
 Hoje eu sou uma nova Vanessa Pimentel, sou uma Vanessa que aprendeu com as porradas da vida, que chorou e hoje sorrir, que consegue preenxer o vazio que há dentro de mim com orações, louvores e palavras de amigos e familiares. Hoje tenho amigos de verdade, que não se importam com as dificuldades de acessibilidade. Se tem rampa ou não, descemos e subimos do mesmo jeito.
Para Deus nada é impossível. 
Boa Noite!
Acampamento 2012
Praia Grande 2011
Praia do Forno 2012
Praia Grande - Reveillon 2011/2012
Praia do Forno 2011



Brasilia Canoagem 2011

Malhando!!
Brasilia - Basquete 2011












6 comentários :

Anônimo disse...

Que Deus possa a cada dia te capacitar a viver em plenitude apesar das suas limitaçãoes e que sejas um exmplo de vida para todos!

Liliane Carla disse...

Vc é linda e cheia de vida! Compreendo os medos passados e sei como dói o preconceito exposto assim, passei pelo mesmo. Mas hoje estou muito feliz com meu marido, o homem mais lindo e perfeito pra mim.

Fer disse...

Que lindo Vanessa ,Deus é contigo......é um prazer te conhecer e obrigada por você compartilhar um pouco de sua vida....beijos..

BLOG ESPERANÇA disse...

NEVER NEVER GIVE UP....NUNCA NUNCA DESISTA. ADOREI SUA HISTÓRIA DE VIDA E SUPERAÇÃO...PARABÉNS...VC É UMA GUERREIRA...ABÇOS....

Emir Pinho disse...

Vanessa, eu não sou o dono da verdade...e nem quero ser! Mas tem algum tempo que eu escrevi um pensamento e que hoje se mostrou plenamente real diante da tua história de reinvenção.
"O seu sucesso será imediatamente do mesmo tamanho e da mesma dimensão de seus sonhos, de sua imaginação, de sua criatividade e de suas metas!".

Você, depois de muitos acertos e muitos erros, sonhou em ser feliz e teve de usar de muita criatividade para superar as dificuldades e atingir suas metas. Tenho certeza de que existem muitas outras metas a atingir, mas a principal meta você têm atingido com louvor: Provar que está viva e que é e será cada dia mais feliz!

Beijo no teu coração por este ensinamento.

Emir Pinho

Anônimo disse...

Olá Vanessa,

Não conhecia sua história de maneira mais minuciosa, mas através daqui tive o prazer de conhecer, me emocionei muito, pelos fatos que você descreve, os quais infelizmente teve que passar, creio que não teria essa mesma garra que você teve e tem até hoje. Através da experiência que você retrata, refleti muito sobre meus atos, que diversas vezes é bastante imprudente, pelo fato de ter moto, enfim, conhecer você me fez pensar sobre muitas coisas, você é uma exemplo de vida para mim e com certeza para outras vidas também. Desejo-te sorte na sua caminhada, fico feliz pelo fato de te conhecer, pois é uma pessoa maravilhosa, mesmo tendo te conhecido tão pouco tempo. Abraços - Rodrigo Robaina.

Me deixa desabafar! Copyright © 2013 - Designer by Papo Garota - Mais Template Mais Template